Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Seguem alguns textos expositivos/informativos bem engraçados da turma A do quinto ano. Demorou, mas aqui estão eles... Boas férias.

 

A Zebrita

 

         Neste texto vamos falar da famosa Zebrita e de algumas das suas características.

         Este animal é a junção da zebra com a chita, vive na Amazónia com outros animais fantásticos, pesa oitenta quilos e pode chegar aos três metros de altura. 

          A Zebrita é omnívora, ou seja, alimenta-se de frutos e de carne.

          Ela é vivípara, gerada no ventre da mãe, onde está vinte e oito semanas; grávida pesa pelo menos duzentos e trinta quilos.

           As suas crias nascem com vinte quilos e têm entre um metro e meio e um metro e setenta de altura. Têm o rabo médio e o pelo com riscas pretas e laranjas.

           Devemos preservar a natureza, de modo a que continuem a existir espécies extraordinárias.

 

Guilherme Carvalho  e   Mariana Martins

 

 

 

O Aguelo

 

         Hoje venho falar sobre o Aguelo. Este animal é meio aguia e lobo.

         O Aguelo é um animal carnívoro, cujas presas são pequenas aves, porcos, veados, lebres e coelhos. O Aguelo caça de forma sorrateira.

         Este animal tão peculiar vive em África. Quando nasce pode pesar até aos cinco quilos. Adulto pode pesar facilmente vinte quilos. Tanto a fêmea como o macho têm asas de cor castanha e pelo cinzento. É um animal agressivo pois, quando tem fome, pode comer pessoas e é territorial.

         A razão pela qual escolhi este animal foi para poder imaginar um lobo a voar. Convido os meus amigos a ir a África vê -lo por um dia, a fazer as tarefas do dia a dia.

                                                                                 

 PAULO DIOGO LOPES PINTO nº 27

 

 

O Caracologaio

 

      Hoje vamos falar do Caracologaio, metade caracol, metade papagaio.

         O Caracologaio vive na savana, come lesmas e tarântulas, mas só das grandes e é ovíparo. O Caracologaio está coberto de penas no corpo, tem um par de asas e uma carapaça na cabeça com bico e com uns olhos que mais parecem umas antenas. A parte de baixo é muito viscosa como um caracol para deslizar melhor. Dorme vinte horas por dia e as restantes são para comer e reproduzir.

Este animal, um pouco estranho, pode atingir um quilómetro por hora, deslocando-se a voar ou a rastejar. É muito rápido! Ele migra para zonas frias no inverno e no verão para zonas quentes e pode viver no máximo mil anos com muita saúde!

        Enquanto adultos, medem cerca de sete centímetros e pesam trezentas gramas, as crias medem um centímetro e pesam um grama. Esse animal tem a capacidade de imitar pessoas.

        O Caracologaio é um animal muito vaidoso e muito raro. É preciso estimá-lo.

     

Jéssica e Fernando

 

 

O Gidrafante

 

     Na Natureza existem imensos animais, um dos mais curiosos e misteriosos é o Gidrafante.

     Este animal só habita na savana, por entre rios e florestas. O Gidrafante come folhas, pequenos animais e por mais incrível que pareça também come pedras, ficando com uma grave indigestão, achando-se um sabichão!

     O Gidrafante tem um pescoço de girafa, uma tromba de elefante e uma cauda de dragão. Com a sua cauda muito comprida e pesada, sempre que está feliz arrasta-a pelo chão cortando a relva a milhares de hectares!

      O Gidrafante pesa cerca de oitocentos e cinquenta quilos e mede cinquenta e dois metros. A fêmea, quando está grávida, pesa novecentos e vinte e dois quilos e fica muito rabugenta, obrigando o macho a fazer-lhe todas as vontades. As crias permanecem dentro do ventre materno durante quinze meses e, após o nascimento, vivem com a sua mãe durante dois anos. Ao fim deste tempo já estão preparados para viver como adultos.

     O Gidrafante é um animal em vias de extinção e devemos preservá-lo, pois ele é engraçado e bem-humorado.

 

 

João Diogo Pereira    Nº13         5ºA

Matilde Marques Figueiredo     Nº25

 

       

 

O Leoganso

 

    Neste texto vou falar de um animal muito especial, o Leoganso.

    O Leoganso é um animal que vive no centro e sul de Portugal. Podemos encontrá-lo no estuário do Tejo e na lezíria ribatejana. Esta espécie tem vindo a desaparecer devido à caça excessiva. 

    O Leoganso é um ser omnívoro. A sua alimentação é variada, desde peixes, aos animais de médio e grande porte como as galinhas ou os javalis e até as ervas da lezíria.

    Esta raríssima espécie tem metade do corpo coberta de penas muito coloridas, azuis, amarelas, verdes e cor-de-rosa. A outra metade é de pelo com pintinhas escuras. Normalmente os membros e a cabeça têm pelo, enquanto o resto do corpo está coberto de penas. Tem um bico encarnado quando atinge a idade adulta, até lá o bico mostra-se acastanhado.

    O Leoganso pesa, na idade adulta, 80kg mas os maiores exemplares da espécie podem chegar aos 120. Quando as fêmeas estão em período de gestação podem atingir os 200kg de peso. A mãe pode ter até 7 filhotes.

    Esta espécie animal possui várias curiosidades: apesar de ter bico, pode possuir 49 dentes na idade adulta. É um animal que se desloca tanto a voar como a andar, pelo que pode perseguir uma presa correndo atrás dela atingindo 300 km/h. Se estiver em cativeiro ou em contacto com seres humanos tende a imitá-los, pelo que pode “falar” vários idiomas dependendo do local do mundo onde estiver. Por fim, resta apenas destacar que a estratégia utilizada pelo Leoganso para atrair as fêmeas é a dança: faz exuberantes danças e movimentos para atrair a melhor fêmea. É um animal desconcertante!

    Não deixem de pesquisar melhor este animal – o Leoganso – metade leopardo, metade ganso.

 

 

 

O xitinho

                      

       Neste texto vamos falar do xitinho e das suas caraterísticas.

       O xitinho é um animal composto por uma chita e um golfinho, por isso, desloca-se na água e no solo. Alimenta-se de javalis bem gordinhos, carne de porco… mas só com ketchup por cima! Gosta, também, de várias espécies de peixe, como o bacalhau, o salmão, o atum…

       O xitinho tem uma cauda azul, os seus membros são rosa às pintas laranja e o resto do corpo amarelo. Este animal habita no norte e centro de Portugal.

       Aconselha-se as pessoas que o encontrarem a não se aproximem muito dele, pois quando tem fome ou está furioso, é perigoso!

 

João Miguel Lopes   nº15

Francisco   nº10

 

 

O guardião da floresta

 

     Hoje, vou falar-vos do guardião da floresta, a destemida e imortal criatura mística.

     O guardião da floresta é uma criatura rara, do tamanho de um cavalo, mas é parecido com um pastor alemão de pelo comprido, preto como as trevas e cor do pôr do sol.

     Cavalga rapidamente e voa, mesmo não tendo asas. É um animal amistoso, um excelente guarda e defende todos os seres do perigo. O seu olfato apurado previne-o do mal. Do seu pai, o Deus do Sol, ele herdou o poder da luz, um poder bondoso. Da sua mãe, herdou o poder das trevas. Assim, o guardião da floresta tem o poder infinito, incluindo dar poderes. Vive sozinho num templo, na floresta.                                                                                                                   

     Muitos humanos procuram-no como animal de estimação, mas ele recusa porque o seu objetivo é guardar a floresta.

     Neste momento, como está na fase adulta, ele procura uma companheira da sua espécie para acasalar e ter no mínimo duas crias.

     Este animal é um ser que vive do bem e do amor. Todas as florestas deviam ter um guardião idêntico.

 

  Ana Rita                  nº4 

 Jorge Rodrigo         nº16

 

     

O Joacórnio

 

            Hoje vamos falar sobre o Joacórnio.

            É uma espécie de joaninha mais unicórnio. Algumas pessoas dizem que é uma criatura mítica, e outras dizem que não.

            O primeiro foi visto no século XII no Evereste por um alpinista.

            O Joacórnio vive em dois locais: no verão fica nas belas e quentes florestas tropicas do Hawaii e no inverno fica nas grandes e frias montanhas do Evereste no Nepal.

            Este animal é preto e vermelho e a sua crina é rosa, amarela, verde, roxa e branca.

            Ele voa como uma bela e rápida águia.

            A sua alimentação é equilibrada, pois come por dia: uma galinha, três ovelhas, oito costeletas de porco, duzentos gramas de erva e quatro mil espécies diferentes de insetos.

            É um animal ovovivíparo. Acasala no inverno e a gestação dura sete meses e meio, as crias nascem em meados de agosto com trinta gramas. Normalmente nascem três filhotes. A mãe, enquanto os bebés não nascem, pesa dez quilos, mas se estiver em época normal pesa vinte quilos.

            Os filhos com dez anos saem da beira da mãe e aos doze anos podem acasalar.

            Ela ajuda os agricultores a matar os insetos do campo como: as formigas, as moscas da fruta, os grilos, os gafanhotos, os caracóis e muitos mais. Também ajuda os caçadores a matar porcos, galinhas, coelhos e ovelhas.

            Ela passa oitenta por cento da sua vida a ajudar as pessoas de todo o globo.

            Agricultores e caçadores querem-na domesticar, só que não conseguem, porque o Joacórnio é um animal selvagem.

            O Joacórnio é um animal fantástico e não se pode domesticar, pois pode atacar.

                                                              

                                                                               Ana Matilde Pereira Ferreira       nº 3

         Margarida Freitas Martins           nº 20       

               

                                                          

 

O Cãozaré

 

            Neste texto vamos falar de um animal chamado Cãozaré e das suas características.

          Tem cerca de 2,5 metros e pode pesar cerca de 400 quilos. É revestido de escamas e pelos pequeninos de 1 centímetro.                    

          Quando a fêmea está grávida, mede 5 metros e pesa 800 quilos. Cada cria pode pesar 200 quilos e medir 1 metro.

          Esta espécie vive nas florestas asiáticas no verão e no inverno debaixo de água, no Polo Sul. Come principalmente legumes e peixe de vários tipos.

          Se alguém quiser ter um animal desta espécie terá de ter muito cuidado, porque é um animal feroz.

 

 

Afonso  nº1 e Margarida Dias nº21 

 

                                                                                         

 

 

 

 

 

 

 

                                                                   

                                        

 

 

 

                                                                  

                                                                       

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




O teu espaço

Partilha connosco a tua última leitura, o último filme que viste ou o último texto que elaboraste e este será publicado brevemente :)

Não te esqueças de referir o título da obra, do filme ou da tua composição.

:)

Vamos a isto? Envia para:

biblioteca123dmfs@gmail.com

(cola este endereço no teu e-mail)

:)




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D