Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aqui fica o conto - O Valor da Amizade, elaborado pela aluna Liz Pereira, do 6ºE.

O valor da amizade- uma amizade para a vida

            -Estou à tua espera, tudo bem? – perguntou Joshua “Josh” Clarke à mulher.

            -Ok –respondeu Grace.

            Grace estava no hospital de Londres a observar a sua melhor amiga, Rosalie Evans (nascida Jane), mais conhecida como Rose, na sua cama. Rose estava em coma há vinte e seis dias depois da mesma sofrer um acidente de carro. Grace sentia falta da sua melhor amiga brincalhona, de todas as idiotices que esta dizia, de todas as vezes que Rose reclamava com Grace por esta demorar bastante na loja de roupa, de todas as “Miss Clarke” que saiam da boca de Rose durante a adolescência das mesmas, de todas as vezes que Rose para chatear Grace chamava-lhe pelo segundo nome que esta tanto odiava- Freya. Grace sentia falta de tudo em Rosalie. Grace olhava para Rose enquanto lágrimas brilhantes saiam pelos seus grandes olhos (era raro quando Grace chorava pois esta nunca foi uma pessoa sentimental) e vieram-lhe à cabeça lembranças. A lembrança de como se conheceram:

            “Foi no dia 9 de setembro de 1991, um dia frio de outono. Grace e Rosalie iam começar o seu primeiro ano na escola de Londres, Inglaterra. Grace Smith tinha acabado de se despedir dos seus pais e estava a entrar na escola quando foi contra uma pessoa desconhecida.

            Grace Smith era uma bela menina de estatura média e muito, mas mesmo muito, elegante. Tinha o cabelo até a altura dos ombros. Este era ruivo, sedoso e muito encaracolado. Um rosto redondo, pálido, mas com as bochechas coradas. Uma boca pequena e rosada com lábios carnudos. Os olhos grandes e castanhos escuros que pareciam negros. O nariz pequeno e delicado. Grace pode parecer uma menina sentimental, mas é forte, séria e introvertida. Mas também é bondosa (quando quer), educada, inteligente e verdadeira.

            Rosalie Jane também era uma bela menina, mais pequenina que Grace e magra, mas nem tanto. Rosalie tem cabelo negro como a noite, até metade das costas, liso e macio. O seu rosto era oval, amigável, muito

sardento e liso. A sua boca era pequena e nos lábios finos tinha sempre um sorriso que parecia iluminar todos os lugares onde ia. Os olhos eram pequenos, pestanudos e pareciam duas esmeraldas verdes. O seu nariz era arrebitado, fino e pequeno. Rosalie é uma menina divertida, trapalhona e brincalhona. Estava sempre de castigo por causa das suas traquinagens. Mas não é por causa disso que não é uma menina inteligente, pelo contrário ela ama ler histórias de romance e ação. Rosalie era teimosa, muito sincera e indiscreta, mas justa, corajosa e independente.

            -Tu não vês por –Grace é interrompida por Rose.

            -Desculpa, a sério desculpa. Sou tão trapalhona, estou sempre a cair ou a deixar cair algo –Grace olhava entediada para Rose. –Rosalie, Rosalie Jane, mas podes me chamar de Rose –disse enquanto estendia a mão.

            -Grace Smith –disse friamente enquanto apertava a mão.

            -Mais uma vez desculpa –desculpou-se outra vez Rose.

            Nenhuma delas imaginava que a atrapalhada Rose e a fria Grace iriam iniciar uma linda amizade cheia de amor e carinho.”

            Depois recordou-se da reconciliação das mesmas depois de uma das suas discussões:

            “ 5 de outubro de 2001, num parque no centro de Londres.

            -Desculpa, eu… eu não devia ter-te dito aquilo –dizia Rose enquanto lhe saiam muitas lágrimas pelos seus pequenos olhos.

            -Não, tu não tens de te desculpar. Eu que tenho, tu… tu não fizeste nada –disse Grace em voz baixa enquanto pouquinhas lágrimas lhe saiam pelos seus olhos castanhos.

            Rose não se aguentou e abraçou Grace com todas as forças que tinha.

            -Tive saudades –disse Grace enquanto abraçava Rose.

            -Eu também… Freya –disse Rose enquanto se ria.

            -Estávamos a ir tão bem –reclamou Grace enquanto recuava do abraço.”

            Grace nunca pensou que ia ter uma amizade que duraria tanto tempo. Grace descobriu que amizade era ter alguém com quem poderíamos contar os nossos segredos, as nossas felicidades, as nossas tristezas, os nossos traumas, alguém com quem sempre contar, era ter péssimas notícias e ter alguém para nos consolar e vice-versa. Amizades verdadeiras eram difíceis de se encontrar, mas quando Rosalie Ava Jane foi contra Grace Freya Smith ambas iniciaram uma linda amizade que duraria para sempre.

 

 

Liz Pereira, 6º E nº16

Autoria e outros dados (tags, etc)



Atalhos Rápidos






Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


LinKs de interesse - Onde estamos? Cliquem nas imagens.

  • Página do Agrupamento D. Manuel de Faria e Sousa

  • Biblioteca de Varziela


    Biblioteca Escolar da escola Sede